Tambores Magnéticos

Sem nenhuma necessidade de intervenção manual e sem interrupção do fluxo de material, os tambores magnéticos (ou tambores eletromagnéticos) separam as impurezas ou peças ferrosas do material não magnético transportado por correias, alimentadores vibratórios, etc.


Manual do produto Solicite cotação

Diferentemente das polias, os tambores magnéticos são instalados exteriormente à correia transportadora.
O material pode ser despejado sobre os mesmos a partir de vibradores, tribulações verticais, etc. em alguns casos o tambor trabalha sobre o sistema transportador de material contaminado, retirando as partículas ferrosas sem entrar em contato com o produto principal.

 

Princípio de Funcionamento dos Tambores Magnéticos

 

 

Os tambores magnéticos podem funcionar de 2 maneiras distintas: extraindo ou captando metais ou atraindo-os a partir do contato direto com os mesmos.

 

 

- O tambor magnético trabalha sobre o sistema transportador de material contaminado (ou ao lado), retirando (captando, extraindo) as partículas ferrosas sem entrar em contato com o produto principal.

 

- O material pode ser despejado sobre os tambores magnéticos a partir de vibradores, tribulações verticais, etc. ou;

 

Diferentemente das polias magnéticas, portanto, os tambores magnéticos são instalados exteriormente à correia transportadora.

A diferença básica entre os tambores magnéticos (ou eletromagnéticos) em relação às polias magnéticas (ou eletromagnéticas), é que o núcleo magnetizado dos tambores magnéticos abrange apenas metade do cilindro e é montado (e fixo) em torno do eixo, arrastando e desviando as partículas ferrosas do material sobre ele despejado ou por ele captado.

 

Em muitas aplicações, pode-se combinar o uso dos tambores magnéticos com outros equipamentos de separação magnética, ou seja, separadores magnéticos suspensos, separadores magnéticos automáticos, eletroímãs, polias magnéticas, separadores de metais não ferrosos (ECS ou Eddie Current), etc.

 

 

 

A separação magnética ocorre devido à ação de um campo magnético de alta intensidade e profundidade que atrai as peças ferrosas, extraindo-as do processo. Este campo magnético é pode ser gerado através de duas formas distintas:

 

 

 

 

Tambor magnético permanente = Construído com ímãs permanentes

 

 

 

Tambor Eletromagnético = Construído com bobinas elétricas

 

 

 

1)   Tambor Magnético: o campo magnético é gerado por um conjunto de ímãs permanentes (circuito magnético) de Ferrite ou de Terras Raras (Neodímio).

  

Imas x Capacidade de atração: um tambor magnético pode ser construído em imas de Ferrite ou Neodímio de alta intensidade (Terras Raras), dependendo da aplicação a que se destina. A tabela abaixo mostra os vários tipos de ímãs existentes (de maneira simplificada) e as diferenças entre eles.

 

COMPARAÇÃO ENTRE MATERIAIS MAGNÉTICOS

Material

Grau

Br

Hc

Hci

BHmáx.

Tmáx.(°C)

Imas de NdFeB

(Neodímio)

35

12.100

11600

17000

35

150

(em graus especiais)

Imas de SmCo

(Samario Cobalto)

B26

10300

8000

18000

23

300

Imas de Ferrite

A330

3600

2900

3000

3,2

350

Imas Flexíveis

1

1600

1370

1380

0,6

100

 

Os ímãs de Ferrite e os ímãs de Neodímio são os ímãs geralmente utilizados na confecção de tambores magnéticos e de separadores magnéticos em geral. Os ímãs de Neodímio são também conhecidos por ímãs de Terras Raras ou “superimãs”.

 

Observações: os números acima são aproximados p/ referência apenas. Dentro de cada grupo de ímãs existem vários graus, tipos, etc. Dependendo da aplicação, pode-se utilizar ímãs mais fortes, mais resistentes a temperatura, etc. Consulte-nos para maiores detalhes e solicite amostras se necessário.

 

 

Vantagens dos Tambores  Magnéticos Permanentes:

 

 

- Os tambores magnéticos permanentes não consomem energia elétrica;

- Os tambores magnéticos permanentes não requerem manutenção;

- A força magnética é constante em função do tempo. Os tambores magnéticos permanentes não perdem “força”! Tem garantia de magnetização de 20 anos, podendo ainda trabalhar em qualquer tipo de ambiente;

- Um tambor magnético não gera calor interno e, portanto não necessita de óleo de refrigeração.

 

 

2)   Tambores Eletromagnéticos: O campo magnético é gerado por uma bobina ou um conjunto de bobinas elétricas, construídas em cobre ou alumínio, que, energizadas, geram um forte campo eletromagnético.

 

 

Vantagens dos Tambores Eletro-Magnéticos (=eletroímãs):

 

 

- Os tambores eletromagnéticos (=eletroímãs) possuem maior profundidade de campo magnético;

- Os tambores eletromagnéticos podem ser construídos em “qualquer” tamanho e, portanto são insubstituíveis em aplicações pesadas de grandes volumes por hora;

- Os tambores eletromagnéticos podem ser utilizados juntamente com detetores de metais, separadores magnéticos e eletromagnéticos, etc. O detetor de metais instalado antes do tambor aciona-o quando detecta a passagem de material ferroso, de forma que ele pode trabalhar desligado na maior parte do tempo, sendo acionado apenas quando necessário. Alternativamente, o detetor de metais pode trabalhar após o tambor, informando a eventual passagem de material “não atraído” pelo  mesmo eletromagnético.

 

Nos casos em que a contaminação ferrosa for muito elevada (Ex: reciclagem de lixo) ou que a extração das partes ferrosas for difícil em função das características do material (Ex: pedras), sugere-se a utilização de outros separadores magnéticos que, atuando em conjunto com o tambor magnético, aumentam a eficiência da separação magnética. Exemplos: separadores magnéticos suspensos, separadores eletromagnéticos (extratores eletromagnéticos), polias magnéticas, etc. 

 

 

ESPECIFICAÇÃO DE UM TAMBOR MAGNÉTICO

Para correta especificação de um TAMBOR MAGNÉTICO (OU ELETROMAGNÉTICO), é fundamental conhecer a aplicação. Respondendo ás questões abaixo, poderemos garantir o melhor equipamento para a sua aplicação:

1. Qual o material a ser tratado?

2. Qual a granulometria do material? Ele é consistente ou variável em tamanho?

3. E a granulometria dos contaminantes? Quais são os tamanhos do menor e do maior pedaço de ferro a ser extraído pela grade magnética?

4. O ferro é impureza ou o material (principal) a ser reciclado?

5. Qual a produção em toneladas/hora ou m3/hora: esta informação é importante para a definição do tamanho do equipamento! Há algum pico de vazão?

6. Qual a quantidade de ferro (em Kg) contida no material?

7. Qual é o tipo de “transportador”: esteira, duto, gravidade, calha?

8. Favor informar as principais dimensões do transportador. Exemplos: largura da esteira, diâmetro do duto, etc.

9. No caso de produtos transportados horizontalmente, qual é a altura (=profundidade) da camada de material que passa através do sistema transportador? Esta informação é importante para a definição do separador que consiga efetivamente atingir (com seu campo magnético) as camadas mais “fundas” de material. Lembre-se que o campo tem de agir na peça ferrosa e atrai-la, retirando-a do material que passa, muitas vezes em velocidade! A força de atração diminui exponencialmente com a distância! Veja gráfico abaixo.

10. Informe outros dados do transportador: velocidade, inclinação e perfil da correia, etc

11. Qual a temperatura ambiente?

12. Qual a temperatura do material?

13. Qual a umidade?

14. Consistência (material solto, aglomerado?). Qual a tendência a aglomeração ou empilhamento do material?

15. Definir as limitações de espaço e de peso do separador magnético (ou eletromagnético);

16. Se possível, fornecer croquis da instalação.

17. Se lembrar de algo que julgue importante para a correta especificação do separador magnético (ou eletromagnético), não hesite em informar! Se tiver dúvidas, chame-nos, mande um e-mail, um fax, uma carta, mas não deixe de nos contatar! A ITAL tem uma linha completa de equipamentos magnéticos para separação de impurezas ferrosas!

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS Consulte também outros produtos e equipamentos de nossa linha: ímãs de ferrite - ímãs de alnico - ímãs de terras raras - ímãs de samário-cobalto - ímãs permanentes - ímãs anisotrópicos - súper-ímãs - imans - magnetos - equipamentos magnéticos - levantadores magnéticos - eletroímãs - eletropermanentes - separadores magnéticos - desmagnetizadores - desmagnetizadores de túnel - desmagnetizadores portáteis - placas magnéticas - placas eletromagnéticas - placas eletropermanentes - placas magnéticas inclináveis - bases magnéticas - mesas magnéticas - tambores magnéticos - polias magnéticas - grades magnéticas - grelhas magnéticas - blocos magnéticos - morsas magnéticas - painéis desmagnetizadores - extratores magnéticos - furadeiras com base magnética - bases magnéticas para furadeiras - eletroímãs de fixação - eletroímãs suspensos - tubos magnéticos - grades magnéticas automáticas - filtros magnéticos - luminárias com base magnética - embuchados magnéticos - sistemas magnéticos para transporte - sistemas magnéticos para fixação - reparo em equipamentos magnéticos - reparo em equipamentos eletromagnéticos - magnetizadores - magnetismo - magnetização - magnéticos em geral - imantação - transpassadores magnéticos